Pronto-socorro dos dedos: meditação com as mãos pode ser feita em qualquer lugar

Técnica oriental milenar contribui para equilíbrio físico, mental e emocional

Redação Viva! Mais

Se você estiver vivendo um momento de muita preocupação, segure o dedo polegar por pelo menos cinco ou quatro minutos | <i>Crédito: Shutterstock
Se você estiver vivendo um momento de muita preocupação, segure o dedo polegar por pelo menos cinco ou quatro minutos | Crédito: Shutterstock

Existem ferramentas que são eficientes para situações de ansiedade, doença que afeta cerca de 33% da população mundial, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), como o “Pronto Socorro dos Dedos”, um tipo de  meditação que pode ser feita diariamente e em poucos minutos, apenas utilizando os dedos das mãos. E com uma vantagem em comparação a outros tipos de meditação: pode ser praticado em qualquer lugar. Até no olho do furacão do problema, como afirma Américo Barbosa, natuterapeuta e professor na Pós da Unifesp e na PUC

 

Ele explica que os dedos têm uma relação forte com os estados emocionais, mentais e físicos. Vários estudos demonstram que cada um dos dedos tem 14.400 terminais nervosos, que funcionam como um condutor de informação ao cérebro. São esses terminais que permitem as percepções de dor, frio, calor, aspereza, maciez entre outras sensações. 

 

Conforme Américo, nos momentos de estresse ou desequilíbrio, as mãos expressam os sentimentos relacionados a esses estados. A ciência já admite que haja na ponta dos dedos elétrons livres, ou seja, informação em potencial para direcionar nosso sistema nervoso reformulando as matrizes de desordem e desarmonia em que nós estejamos, principalmente, provocados pelo estresse. Em outras palavras, quando fazemos combinações com nossos dedos, estamos estimulando uma informação para nosso sistema nervoso central para refazer esses desequilíbrios.  

 

Um exemplo simples de como essa sabedoria milenar pode ser aplicada: Se você estiver vivendo um momento de muita preocupação, segure o dedo polegar por pelo menos cinco ou quatro minutos.  Ao fazer isso, vai se conectar com a energia da preocupação e o local em que está somatizando essa emoção, que geralmente é o estômago. A preocupação está relacionada a algum tipo de sentimento de falta (de amor, de comida, de atenção, de tomada de decisão, entre outras). Assim, ao se conectar com a pulsação desse dedo, que representa a preocupação e a área afetada, você enviará uma informação de equilíbrio ao sistema nervoso central, contribuindo para gerar uma sensação de tranquilidade e confiança. 

 

"Esses exercícios que qualquer pessoa podem fazer, ajudam a ir bem numa prova, numa entrevista de emprego, a manter a serenidade numa tomada de decisão, a aumentar o foco, e ainda tem mais uma vantagem: não precisa acreditar, apenas fazer.  O pronto- socorro dos dedos permitirá que as pessoas sejam mais felizes em suas vidas”, comenta Américo Barbosa.   

28/06/2017 - 09:48

Conecte-se

Revista Viva Mais