As vacinas que toda grávida deve tomar

A importância de estar em dia com a carteira de vacinação para a saúde do bebê

Redação Viva! Mais

A gravidez é um período em que a mamãe tem que estar | <i>Crédito: Shutterstock
A gravidez é um período em que a mamãe tem que estar | Crédito: Shutterstock
É do conhecimento de todos que as vacinas ajudam a prevenir inúmeras doenças e suas complicações. Nesse contexto, a gestação necessita de um cuidado especial, já que as gestantes têm recomendações específicas de quais vacinas tomar e quais são contraindicadas. Abaixo falaremos rapidamente das três vacinas indicadas na gestação:
 
Influenza (gripe) – A gripe está associada às internações e quadros graves nas gestantes e recém nascidos. “Todas as gestantes devem tomar a vacina e sua aplicação é segura em qualquer período da gestação”, explica o médico.

Tríplice Bacteriana (dTpa-Difteria, Tétano e Coqueluche) – Além de proteger contra o tétano neonatal, essa vacina tem importante papel na prevenção da coqueluche, doença que pode se manifestar com quadros graves no recém nascido. A vacina deve ser aplicada a partir da vigésima semana de gestação e, excepcionalmente, no puerpério, naquelas mulheres que não se vacinaram na gestação.
 
Hepatite B – A Hepatite B é uma doença altamente contagiosa e o risco de infecção crônica é mais elevado quando o contágio da criança ocorre no período perinatal. Todas as gestantes que não foram vacinadas ou não completaram o esquema de três doses, devem se vacinar. "O objetivo da vacinação é prevenir a infecção materna e, assim, evitar a transmissão ao feto", completa Gustavo. 
 
"Vale ressaltar também que, durante a avaliação pré-concepcional, é muito importante que a mulher cheque sua carteira de vacinação e tome as vacinas faltantes que não podem ser tomadas durante a gestação", finaliza Gustavo.

26/04/2017 - 07:30

Conecte-se

Revista Viva Mais