A incrível volta por cima das gêmeas Maiara e Maraisa

Aos 28 anos, dupla sertaneja matogrossense que contrariou produtores musicais cai nas graças do público e se prepara para gravar o segundo DVD da carreira

Texto: Fabricio Pellegrino

Maiara e Maraisa | <i>Crédito: Maurício Antonio
Maiara e Maraisa | Crédito: Maurício Antonio
Há dois anos, Maiara e Maraisa eram desconhecidas no cenário nacional da música. Hoje, com apenas um CD/DVD lançado (Maiara & Maraisa Ao Vivo em Goiânia), as irmãs colecionam números impressionantes: são 171 milhões de visualizações somente do vídeo da canção 10%, no YouTube, e 29 shows realizados apenas no mês de setembro nos quatro cantos do país. Embaladas por todo esse sucesso, as gêmeas se preparam para gravar um novo trabalho neste mês. Antes disso, falaram com exclusividade à VIVA!.

Qual a diferença entre produzir um DVD hoje, já estando consagradas em todo o país, e quando ainda batalhavam pelo reconhecimento do público? 
Maiara: A diferença é que, hoje em dia, as pessoas já sabem quem somos e, justamente por isso, este DVD será maior no tocante ao público e à produção. A gravação do primeiro DVD foi mais intimista, bem regional. Estavam presentes apenas quem conhecia a gente ali, na região de Goiânia. Mas a ansiedade é a mesma! 

Que surpresas sobre o novo trabalho já podem revelar? 
Maraisa: Estamos fazendo um pouco de mistério a respeito das surpresas. Na verdade, a gente tem ensaiado tanto, temos nos dedicado tanto, que, acredito, tudo será surpreendente. O público pode esperar um repertório legal, selecionado a dedo. 

Qual a relação de vocês com Campo Grande (MS), cidade que escolheram para gravar o novo trabalho? 
Maiara: Depois do nosso primeiro DVD, assim que começamos a aparecer, chegamos a Campo Grande achando que faríamos um show normal, de boate... No entanto, quando vimos, os convites estavam esgotados, pessoas para fora do local, um supertrânsito. Não acreditávamos naquilo que víamos. Foi uma maravilha, uma felicidade! A gente sentiu isso no coração e, então, combinamos que o segundo DVD seria realizado em Campo Grande. 

Vocês já chegaram a pagar para cantar e tiveram muitas portas fechadas na cara. O que aprenderam com esses momentos? 
Maraisa: A nunca desistir dos nossos sonhos! Imagine se, lá atrás, a gente deixasse de correr atrás dos nossos objetivos? Não pode! Tem que ter pés fincados no chão e foco. 

Durante quase seis anos, vocês formaram uma dupla de música pop, as Geminis, mas sempre quiseram cantar sertanejo. Os produtores tinham preconceito contra cantoras sertanejas? 
Maiara: Ah, muitos produtores achavam que duas irmãs, ainda mais sendo gêmeas, se dariam bem melhor no pop do que no sertanejo. Porém, hoje enxergamos que isso é mais por conta daquela época. Os tempos eram outros e, talvez, a cabeça desses produtores fosse diferente hoje. 

A forma física de vocês também já foi criticada. Como reagem a comentários desse tipo? 
Maiara: Sofremos preconceito por sermos mulheres, por sermos gordinhas... Como reagimos? Cantando e sorrindo muito (risos). 

Qual de vocês duas é mais vaidosa e a quais procedimentos de beleza já se submeteram? 
Maraisa: Nós duas somos vaidosas. No entanto, acredito que eu seja mais de boa – enquanto a Maiara seja mais vaidosa. Sobre procedimentos, não passamos por nenhum.

Você sabia que...
✪Maiara e Maraisa nasceram em São José dos Quatro Marcos (MT), mas foram criadas em Araguaiana (TO). Hoje, moram em Goiânia (GO). 
✪ As Irmãs Galvão é a dupla feminina que inspirou as gêmeas. 
✪ O segundo DVD da dupla será gravado em 29 de outubro, em Campo Grande (MS) – o primeiro foi gravado em março de 2015, em Goiânia, mas a gravadora Som Livre só lançou em novembro. 
✪ Agora É Que São Elas é o nome do projeto que as irmãs e Marília Mendonça lançaram em setembro no YouTube. São versões acústicas de suas músicas. Medo Bobo e 10% estão entre as que ganharam nova roupagem. 
✪ Antes da fama, elas compuseram canções para Jorge & Mateus e Gusttavo Lima.

13/12/2016 - 13:47

Conecte-se

Revista Viva Mais