O boné que estimula crescimento capilar

Doze minutos diários são suficientes para o tratamento

Redação Viva! Mais

O boné tem uma tecnologia que promete ajudar a crescer o cabelo | <i>Crédito: Shutterstock
O boné tem uma tecnologia que promete ajudar a crescer o cabelo | Crédito: Shutterstock
Apenas 12 minutos diários com um boné na cabeça: esse é o tempo suficiente para que o Capellux estimule o crescimento capilar e seja um aliado contra a calvície, também denominada alopecia androgenética. O equipamento de fototerapia capilar, em formato de boné, conta com 198 diodos de LEDs, com emissão de luz vermelha, que fornece energia para as células o que colabora diretamente para a nutrição e saúde dos folículos, estimulando o crescimento dos fios. Os resultados, no geral, são visíveis em três meses, porém isso pode variar de acordo com a resposta de cada paciente.

De acordo com Victor Oliveira, engenheiro e diretor de marketing da Cosmedical,fabricante do boné, a luz vermelha no comprimento de 660 nanômetros fornece energia, na medida em que a estrutura celular localizada nas membranas da mitocôndria são estimuladas a produzir mais ATP nas células. "Com mais energia e nutrientes, as células operam em condições otimizadas no desempenho de suas funções, o que promove um aumento da quantidade e volume dos fios, que também ficam mais grossos", explica. O procedimento é confortável e não há aquecimento da pele. O aparelho funciona com energia elétrica e é bivolt.

Segundo a dermatologista Drª. Bel Takemoto, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, estudos trazem perspectivas em relação à fotobioestimulação e sinalizam que, ao agir na mitocôndria, o LED na cor vermelha interfere em rotas do metabolismo celular, aumentando a produção de ATP, modulando as espécies reativas de oxigênio, promovendo a síntese de proteínas e da proliferação celular. "Um cuidado importante é sempre a análise criteriosa por parte do dermatologista para diagnóstico do tipo de alopecia para que se avalie a indicação de Leds. A importância de um diagnóstico está intimamente relacionada à instituição de terapêutica, evolução e prognóstico", afirma a dermatologista referência em tratamento de calvície.

Victor explica que há três protocolos para os tratamentos: Single, Combined e AfterCare. "O tratamento Single é indicado para jovens entre 20 e 30 anos com histórico de queda de cabelo inferior a 2 anos. Nessa fase, apenas o uso do boné conseguirá bons resultados, pois a fototerapia vai tratar o afinamento dos cabelos, reduzir a perda do brilho, aumenta o volume e conter a perda natural dos fios", explica. Na fase Combined, o tratamento é feito com Capellux unindo a ação da fototerapia com o efeito dos medicamentos de uso oral e tópico. "A sinergia de tratamentos com os fármacos possibilita, ainda, o aumento da permeação das medicações tópicas". A fase AfterCare preserva os resultados obtidos com o tratamento. 

No ciclo de perda natural dos cabelos (calvície ou alopecia androgenética) o hormônio DHT interfere na atividade celular dos folículos pilosos. As células trabalham menos e lentamente os fios se tornam mais finos, fracos e ressecados, dando início a um processo de miniaturização do cabelo e do folículo até o desaparecimento total. O Capellux ativa a microcirculação capilar e leva mais nutrientes ao couro cabeludo evitando esse processo.

19/04/2017 - 07:30

Conecte-se

Revista Viva Mais