O bullying na infância é real

Dia Nacional do Combate ao Bullying, medida para evitar que essa prática se dissemine pelo país

Redação Viva! Mais

O bullying pode prejudicar, e muito o desenvolvimento e a socialização da criança | <i>Crédito: Shutterstock
O bullying pode prejudicar, e muito o desenvolvimento e a socialização da criança | Crédito: Shutterstock
A data 7 de abril foi nomeada como o Dia Nacional do Combate ao Bullying nas escolas, com o objetivo de mobilizar e estabelecer o tema nas instituições de todo Brasil. O alerta foi instituído após o massacre na Escola Municipal Tasso da Silva (bairro do Realengo, Rio de Janeiro) em 2011, quando Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, invadiu e disparou o revólver em crianças de 13 a 16 anos, ocasionando a morte de 12 delas. Segundo as investigações, o jovem sofria bullying por parte dos colegas e foi até a escola para se vingar.
A psicóloga Lizandra Arita, afirma que esta intimidação pode acarretar em grandes problemas psicológicos, tais como a baixa autoestima, depressão e traumas permanentes, podendo levar em casos extremos ao suicídio, ou como ocorreu em Realengo: vingança e comportamento  violento. 
“É importante que os pais fiquem de olho em alguma mudança de humor ou conduta. O jovem que sofre bullying precisa ter consciência de que não está sozinho”, adverte a psicóloga.  

18/04/2017 - 07:00

Conecte-se

Revista Viva Mais