Dicas para o pet não chorar de noite

Aprenda a diminuir os choros noturnos dos filhotes

Por Patrícia Oliveira, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

Alguns cães levam mais tempo para se adaptar do que outros | <i>Crédito: iStock
Alguns cães levam mais tempo para se adaptar do que outros | Crédito: iStock

Quando adotamos um cãozinho, é normal a nossa ansiedade para a chegada do pequeno. Entretanto, ser retirado da mãe e dos irmãos para ser colocado em um lugar estranho, com sons e cheiros que ainda não reconhece, pode ser muito assustador e estressante para o filhote.

Toda a expectativa em receber um novo membro na família pode dar um pouquinho mais de trabalho do que estávamos esperando e aqui vão algumas dicas para ajudar na adaptação do filhote.

Antes de levar o filhote para casa, certifique-se de que você já tem tudo o que ele precisará: potes de água e comida, caminha, tapetes higiênicos, brinquedos etc. Procure buscar o novo membro da família durante o dia, assim, ele terá mais tempo para explorar o local e se adaptar aos poucos com a sua nova família. Deixe que ele ande pela casa, brinque com você e com as pessoas que conviverão com ele. Faça que ele conheça os brinquedos e onde vai dormir.

Quando chegar a hora de dormir, evite deixá-lo sozinho nos primeiros dias. É normal que ele chore um pouco nas primeiras noites, pois o medo de estar em um local desconhecido faz com que ele fique assustado, mas, aos poucos, ele irá se acostumar com a nova rotina. Permita que ele durma perto nesse início para que ele ganhe essa confiança e, depois, não será difícil de acostumá-lo a dormir no local desejado, mesmo que seja afastado de você. 

Filhotes adoram brincar, mas não sozinhos por muito tempo. Ele exigirá atenção. Tenha à mão alguma variedade de brinquedo, que você possa brincar com ele e entretê-lo de alguma forma. Opte por objetos próprios para cães e evite deixar coisas espalhadas pela casa, pois, nessa fase, tudo o que ele encontrar pela frente será considerado um brinquedo (e isso inclui o seu sapato novo, o telefone celular, o controle da televisão etc.). Se você não quer ver coisas indevidas na boca do seu filhote, não deixe nada jogado por aí.

Alguns cães levam mais tempo para se adaptar do que outros, por isso, é fundamental que as novas famílias tenham paciência e façam o filhote se sentir seguro e protegido. Aos poucos, a situação entrará nos eixos. Aproveite essa fase! 

30/05/2017 - 08:51

Conecte-se

Revista Viva Mais